sexta-feira, 30 de março de 2012

365 dias.

Primeiro, eu achei que fosse morrer. De dor, de tristeza, de solidão.  Mas eu não morri.
Nos primeiros meses, eu sofri muito. Pensei em te ligar, em responder seus emails, e dizer: Eu tava errada! Volta pra mim!
Mas aí eu fiz um balanço, de tudo que nós tinhamos vivido. Das suas promessas não cumpridas. Das minhas, e das suas falhas. Não foi só você que errou eu também errei, e errei feio. Meu primeiro erro, foi ter aceitado suas condições, de me esconder do mundo. Eu não merecia isso, era muito pouco! MUITO POUCO. Só que eu achava o suficiente, eu não ia me apaixonar por você mesmo! Meu segundo erro, achar que não ia me apaixonar por você. Terceiro: Me apaixonar por você. Quarto erro, achar que você mudaria esse seu jeito de quem não vale nada. Quinto erro, não ouvir meus próprios conselhos. Paixão é o tampão pra olho mais eficiente que existe.
Depois de alguns meses sem você, e ainda sim sentindo sua falta, me vi encurralada. Sem ter alguem pra conversar, alguém que decifrasse o que eu sentia. Voltar ou não atrás? Preferi ouvir minha cabeça, dessa vez. E ficar quieta. Depois de meses sem te ver, passei a te encontrar em festas.. E me decepcionar mais, e mais com você. Você ainda era o mesmo menino frágil, medroso e só, de sempre. Mesmo estando sempre com muitos "amigos" a sua volta, seu olhar era o mesmo de quando estava sozinho no quarto 'pensando na vida'. Mesmo você tentando mostrar pra mim o quanto estava feliz e de bem com a vida, eu sabia só pelo seu tom de voz que não estava, assim como eu também não só que, eu não tentava mostrar o contário.
Depois da ultima, e maior decepção que eu tive com você, foi realmente o fim pra mim. Como se eu tivesse achado o fim do túnel, só que sem luz, sem umas frecha de luz. Eu percebi o quanto eu fui pouco pra você. E que me magoar, fazia bem pra você, pro seu ego. E quando pecebi isso, me doeu mais...Me senti tão, nada! Tanto que me dediquei, quantas pessoas enfrentei por você, o quanto eu sofri quando tive que te deixar! Você achou pouco sofrimento, e me apunhalou. Mas eu sobrevivi, eu encontrei meu sorriso guardado numa caixa cheia de poeira e o resgatei, não mostrei uma falsa alegria, fui acordando desse sonho terrível aos poucos. Foi a melhor cura que pude ter, e a dúvida que eu tive o tempo todo se valeria a pena ou não tentar novamente, a resposta que eu sempre busquei dentro de mim, os questionamentos que eu fiz as pessoas que julgo me conhecer, VOCÊ me deu, da pior forma. Mas me deu. Obrigada, você me fez crescer da melhor maneira, afinal é errando que se aprende.
Eu já te desejei mal, quis te ver sofrer o que sofri. Hoje eu te quero o bem, quero que você seja feliz, e conquiste tudo que você julga bom. E espero que, você ame também. Mas que ame certo dessa vez!


LígiaT. (: